CATALUNHA libertação imediata de todos os presos políticos!

Catalogne en prisonHáquatro meses que a repressão açoita a Catalunha.

Jordi Cuixart e Jordi Sanchez, responsáveis de associações democráticas, foram metidos na prisão há mais de três meses; Oriol Junqueras, apesar de eleito deputado ao Parlamento regional no dia 21 de Dezembro, continua detido. O Presidente regional destituído e outros três conselheiros (ministros) do seu governo continuam exilados em Bruxelas, ameaçados de irem parar à prisão se pisarem solo espanhol; centenas de presidentes de câmara, professores, trabalhadores, militantes têm sido citados pelos tribunais e feitos arguidos de acusações de rebelião e sedição, ou seja, da organização de uma sublevação violenta contra o Estado espanhol. A autonomia catalã está suspensa, por força da aplicação do artigo 155o da Constituição espanhola. É Rajoy e os seus ministros quem governa, de Madrid.

Por que “crime”? A monarquia espanhola e o seu governo punem-nos por terem organizado a votação do dia 1 de Outubro de 2017, em que o povo catalão se pronunciou livremente pela República catalã.

Esta brutal repressão do governo Rajoy e da monarquia, que começou pela enorme violência policial desferida contra os eleitores no dia 1 de Outubro, beneficia do apoio incondicional da Comissão Europeia, dos governos dos principais países da União Europeia (Macron, Merkel, May, etc.), assim como da administração Trump.

No dia 28 de Janeiro, a monarquia, o governo e, às suas ordens, o Tribunal Constitucional, violando as sua próprias leis e jurisprudência, franquearam mais um passo no estrangulamento das liberdades, proibindo a maioria do Parlamento catalão, eleito no dia 21 de Dezembro, de nomear o presidente da sua escolha na pessoa de Carles Puigdemont.

Nós somos militantes de todas as tendências do movimento operário e democrático do Estado espanhol e de toda a Europa. Como todos os trabalhadores da Europa, temos visto a imensa maioria da população catalã mobilizar-se pela República com coragem e pacificamente e temos visto o Estado responder-lhes com brutalidade policial, perseguições judiciais e a supressão das suas liberdades. Não podemos ficar impassíveis! Estamos incondicionalmente ao lado do povo catalão, pelo respeito dos seus direitos!

Defendemos o direito do povo catalão a dispor livremente de si próprio e a desembaraçar-se da monarquia e das instituições de 1978 que asseguraram a continuidade do franquismo.

Defendemos o seu direito a constituir a sua própria República, do mesmo modo que defendemos o direito de todos os povos do Estado espanhol a constituírem as suas próprias repúblicas e, se assim o desejaram, unirem-se livremente.

Nós, militantes do movimento operário e democrático do Estado espanhol e de toda a Europa, apelamos à intervenção conjunta em toda a Europa pela:

  • Libertação imediata de todos os presos políticos!

  • Abandono de todas as acções judiciais!

  • Liberdade do povo catalão de escolher os seus próprios representantes!

  • Não toquem na República catalã!

    Primeiros subscritores ((click here to see the list)


Assino publicamente este apelo:

Contact adress : appel.catalogne@gmail.com